Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3536
Título: Influência de adições na mitigação da reacção álcalis-sílica (RAS) em betão com agregados reciclados
Autor: Fernandes, Duarte Miguel Figueira Pereira
Orientador: Oliveira, Luiz António Pereira de
Santos, Miguel Filipe Barreto dos
Palavras-chave: Betão - Reacção álcalis-silica (RAS)
Betão - Agregados reciclados
Betão - Reacção álcalis-agregado
Betão - Álcalis - Reactividade - Avaliação
Data de Defesa: 2011
Resumo: Os agregados reciclados provenientes de resíduos de construção e demolição são, cada vez mais, considerados uma possível fonte alternativa de matéria-prima a ser reutilizada na indústria da construção civil. A sua incorporação em produtos como o betão tem sido âmbito de diversos trabalhos de investigação. Incentivando esse processo com contribuições científicas para o seu fortalecimento, esta dissertação apresenta um estudo sobre a problemática das reacções expansivas álcalis-agregado em betões com incorporação de agregados reciclados. As reacções álcalis-agregado podem provocar comportamentos deletérios nos betões, identificados por níveis elevados de expansão. O principal objectivo deste trabalho é a viabilização do uso de agregados grossos reciclados de betão, suspeitos de serem reactivos aos álcalis, como agregados na confecção de betão. Estudou-se para isso a influência de algumas adições na mitigação das reacções expansivas citadas, em betões com agregados reciclados. Para identificar o nível de expansibilidade de betões com agregados reciclados potencialmente reactivos desenvolveu-se, numa primeira fase, um estudo experimental em argamassas através do método ASTM C1260 (ensaio acelerado em barra de argamassa), e do método CMBT (ensaio acelerado em barra de betão adaptada com 40 x 40 x 160 mm). Numa segunda fase, os ensaios de expansão foram realizados em betões com 100% de agregados grossos reciclados com incorporação de metacaulino e de pozolana de vidro como mitigadores. Utilizaram-se percentagens de incorporação de 20%, 40% e 60%, de cada mitigador para cada mistura. Para cada mitigador utilizado, variou-se a percentagem de agregados grossos reciclados de 100%. Os corpos-de-prova de betões foram ensaiados pelo método CMBT, durante 30 dias. Os resultados dos ensaios em barra de argamassa mostraram-se opostos em função do método utilizado. Ou seja, agregados considerados inócuos pelo método do “prisma adaptado” foram considerados reactivos pelo método ASTM, se a expansão de 0,10% aos 16 dias for adoptada como limite para ambos os métodos. Nos ensaios ao betão com agregados reciclados realizados pelo método CMBT, as expansões dos betões foram quase insignificantes, concluindo-se assim que a adição de pozolana de vidro ou de metacaulino tiveram um efeito mitigador importante no desenvolvimento da reacção álcalis-agregado.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3536
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de mestre em Engenharia Civil
Aparece nas colecções:FE - DECA | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Capa e indices - Parte 1.pdf143,79 kBAdobe PDFVer/Abrir
Capítulos e bibliografia - Parte 2.pdf1,32 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.