Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3562
Título: Estudo do potencial de recarga de aquíferos com águas residuais tratadas utilizando sistemas de informação geográfica
Autor: Silva, Flora Cristina Meireles
Orientador: Albuquerque, António João Carvalho de
Cavaleiro, Victor Manuel Pissarra
Palavras-chave: Águas residuais
Águas residuais tratadas - Reutilização
Recarga de aquíferos
Sistemas de informção geográfica (SIG)
Data de Defesa: 2011
Resumo: Na região da Beira Interior, algumas origens de água não apresentam características compatíveis com algumas utilizações, devido a fenómenos de poluição (descarga de efluentes) ou por se encontrem sobre-exploradas (nomeadamente os aquíferos). Contudo, as necessidades de água tenderão a crescer nesta região para satisfazer as exigências de actividades sócio-económicas (regadio da Cova da Beira, rega de campos de golfe, exploração de estâncias termais e abastecimento público e industrial), o que implicará a procura de recursos alternativos de água. Neste contexto, as águas residuais tratadas devem ser encaradas como uma origem de água a aproveitar e não como um resíduo a eliminar. Após uma campanha de monitorização de dois anos na ETAR de Vila Fernando (Guarda), as características do efluente tratado sugerem que poderia ser utilizado na recarga de aquíferos, não só porque se trata de uma zona que recorre essencialmente a origens de água subterrânea, como porque outras utilizações não parecem relevantes e exigiriam uma afinação do efluente, com acréscimo de custos de investimento. A partir de seis cartas temáticas e de critérios ambientais, técnicos e económicos, seleccionou-se uma área de estudo de 6687,1 ha, e, após manipulação de informação complexa com recurso a SIG, com base na sobreposição de áreas de exclusão e inclusão de cada uma das cartas temáticas e utilizando operações algébricas de mapas (análise multicritério), obteve-se uma Carta de Aptidão com uma área favorável para infiltração de 6,4 ha. Uma área de 1300 m2 seria suficiente para construir quatro bacias de infiltração (18x18 m cada), que funcionariam em ciclos alternados de enchimento-infiltração-limpeza-enchimento.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3562
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de mestre em Engenharia Civil, Ramo Geotecnia e Ambiente
Aparece nas colecções:FE - DECA | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MUBIFlora.pdf3,1 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.