Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3808
Título: Arrefecimento solar : análise da viabilidade do arrefecimento de uma garrafeira comercial por intermédio de um chiller de absorção
Autor: Proença, Samuel Fernandes
Orientador: Miranda, Alexandre Borges de
Palavras-chave: Arrefecimento solar
Arrefecimento - Chiller de absorção
Arrefecimento - Chiller de absorção - Avaliação do desempenho
Energia solar - Chiller de absorção - Aspectos económicos
Data de Defesa: 2011
Resumo: A crescente preocupação com as questões ambientais e a sustentabilidade energética tem levado ao desenvolvimento de sistemas cada vez mais eficientes e que façam o máximo uso das chamadas energias renováveis. Neste âmbito, esta dissertação visa o estudo da utilização de um sistema de arrefecimento solar numa garrafeira comercial em vez de um sistema de arrefecimento eléctrico convencional. O sistema estudado é composto por um chiller de absorção que é alimentado por água quente proveniente de um sistema solar térmico com o apoio de uma caldeira a gás natural, sendo o arrefecimento do chiller efectuado por uma torre de arrefecimento. A implementação deste sistema na garrafeira foi simulada no programa de simulação computacional “EnergyPlus” com os dados climáticos característicos da região do Porto, que fornece um relatório detalhado com as informações pretendidas, destacadamente as temperaturas exterior e interior da garrafeira, o consumo eléctrico dos componentes e o consumo de gás. Analogamente, foi simulado um sistema de arrefecimento eléctrico convencional nas mesmas condições que o anterior, a fim de comparar os resultados obtidos. Verifica-se que o sistema de arrefecimento solar consegue uma poupança de 1180,60 €/ano (24 %/ano) relativamente ao sistema convencional. Contudo, após contabilizar os custos relativos ao investimento inicial de cada um dos sistemas, observa-se que o sistema de arrefecimento solar apresenta um custo inicial bastante maior (cerca de 41.620 € mais elevado) do que o sistema convencional. Fazendo uma análise económica simplificada, conclui-se que o tempo de retorno do investimento inicial ronda os 35 anos, o que é demasiado face ao tempo de vida útil habitual de um chiller de absorção (até 25 anos). Nas actuais condições, conclui-se que o sistema de arrefecimento solar não é economicamente viável, podendo no entanto tornar-se uma solução interessante dentro de algum tempo, caso os preços da electricidade aumentem consideravelmente ou os chillers de absorção venham a impor-se no mercado, tornando-se mais baratos do que actualmente.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3808
Designação: Mestrado em Engenharia Electromecânica
Aparece nas colecções:FE - DEE | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
dissertação.pdfDocumento principal4,37 MBAdobe PDFVer/Abrir
anexos_A3.pdfAnexo2,26 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.