Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3823
Título: Simulação e modelação de tráfego multi-serviço pós-3G na presença da mobilidade
Autor: Paulo, Rui Filipe Rosa
Orientador: Velez, Fernando José da Silva
Palavras-chave: Comunicações móveis
Comunicações móveis - 3G (Terceira geração)
Comunicações móveis - Modelo de tráfego
Comunicações móveis - Modelo de tráfego multi-serviço
Data de Defesa: 2008
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Nesta dissertação apresentam-se dois tipos de abordagem ao tráfego multi-serviço. Uma através de modelação, incluindo os aspectos de mobilidade, e outra através de simulação. O trabalho tem por base uma classificação e caracterização de serviços e aplicações realizada principalmente para diversos tipos de cenários de operação, incluindo também informações detalhadas quanto à utilização da mistura das aplicações. Em termos de modelação, consideram-se os modelos Markov-Modulated-Poisson- Processes (MMPP) ou Bernoulli-Poisson-Pascal (BPP), para o tráfego multiserviço e considera-se a mobilidade. Antes de se validar o modelo através de simulação, apresentase um exemplo ilustrativo da aplicação do modelo. Foi desenvolvido um simulador recorrendo a uma ferramenta de simulação com uma perspectiva de modelação de processo (fluxo de transacções). Foram implementadas dois tipos de geometria, o primeiro tipo de geometria é uma geometria em forma de rotunda ou de circular em redor de uma cidade, enquanto que a segunda geometria é uma configuração de 7 células que têm a forma de hexágono. Primeiro realizam-se simulações para validar o comportamento do simulador com um serviço de voz permanente, apresentam-se os resultados de probabilidade de bloqueio, falha de handover e de bloqueio de on/off, Pb, Phf , Pbonoff e Pbonoff Te orico , concluiu-se que com o aumento gradual do tráfego oferecido, as probabilidades de bloqueio, de falha de handover e de bloqueio de on/off também aumenta. Para validar o modelo BPP simula-se o caso em que os serviços de VOI e VTE decorrem em simultâneo e a partilharem 48 canais, para o serviço VOI, Pbonoff Te orico nunca intersecta o valor de Pbonoff simulado; no caso de VTE, no entanto, Pbonoff Te orico intersecta Pbonoff simulado quando é superior a 10, podendo-se considerar que a intersecção ocorre para valores de próximos de 100. Realizam-se também simulações onde se testa VOI e VTE a operarem simultaneamente e a partilham 52 canais ou seja foi proposto o aumento de mais 4 canais o que representa um pequeno aumento no número de canais disponíveis, de cerca de 8.3%. Para ambas as aplicações Pb, Phf e Pbonoff , baixaram de forma drástica no caso de VOI, aproximadamente 1000 vezes menos que no caso de 48 canais partilhados. No caso de VTE o aumento de 48 canais para 52 canais permitiu reduzir os valores de Pb e Phf para 4.6 a 4.7 vezes menos. Conclui-se que com a introdução de quatro canais adicionais a presença do serviço de voz deixa de afectar negativamente a aplicação de VTE embora o serviço de voz ocupe poucos recursos. A partir da simulação de um cenário em que se alteram as geometrias de simulação, conclui-se que com uma geometria com 10 células dispostas em rotunda ou circular urbana, ao contrário do que se poderia prever, não se obtêm resultados muito diferentes do que no caso com 7 células em forma de hexágono a duas dimensões. Por isso, em futuros desenvolvimentos do simulador, o cenário com 7 células não precisa necessariamente de ser considerado.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3823
Designação: Mestrado em Engenharia Electromecânica
Aparece nas colecções:FE - DEE | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Rui Paulo.pdfDocumento principal29,67 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.