Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3914
Título: Química Verde: Actividades laboratoriais no ensino da Química
Autor: Batista, Maria de Fátima Peixoto
Orientador: Santos, Amélia Rute de Lima Dias dos
Palavras-chave: Química verde
Química verde - Aspectos laboratoriais
Química verde - Currículo - Ensino
Data de Defesa: 2010
Resumo: Muitos dos estudantes de hoje estão profundamente interessados na sustentabilidade do seu mundo. Com a crescente preocupação pública sobre o aquecimento global e gases de efeito de estufa, os alunos querem compreender como é que as acções humanas afectam a saúde do nosso planeta. Os estudantes mostram-se profundamente preocupados com a poluição, praticam reciclagem, e mais, querem garantir um planeta saudável para as gerações futuras. Como estudantes de química, eles têm uma oportunidade única para começar de base nesta matéria apaixonante que é a expansão da Química Verde (QV). QV fornece uma abordagem centrada no princípio da prevenção de poluição no início dos processos, alterando assim os processos fundamentais, e enfatiza o uso de princípios químicos e metodologias para a redução na fonte. É um jogo dinâmico de interesses científicos, económicos e sociais que leva a um futuro onde a química é vista como fundamental para proteger o meio ambiente. No entanto, o sucesso da QV depende directamente da formação e dedicação de uma nova geração de químicos, os alunos de hoje. A QV serve como um tema para facilitar uma experiência integradora e interdisciplinar de aprendizagem, onde os estudantes usam o seu pensamento crítico e as suas capacidades de comunicação para resolver problemas complexos que a Indústria Química enfrenta. Os 12 princípios da QV podem ser acoplados com estratégias específicas para aperfeiçoar e complementar o actual currículo do Ensino da Química em Portugal. A QV não se destina a substituir as disciplinas leccionadas ou a ser ensinada como uma secção completamente separada. Em vez disso, as disciplinas existentes devem é ser ensinadas de uma forma nova, incorporando conceitos-chave nos seus currículos de forma a obtermos uma Química inerentemente Verde. Não só é necessário infundir a QV no currículo das disciplinas de Química, como também é necessário abordar e ensinar os princípios básicos da QV e da sustentabilidade para alunos que se irão formar noutras áreas, tais como negócios, ciências políticas e filosofia. Embora os cientistas e os químicos possam praticar QV, os líderes empresariais vão “guiar” as empresas no caminho da sustentabilidade e os líderes políticos vão dar o tom para a política do governo sobre estas questões. Assim sendo, este trabalho tem como objectivo analisar o que de QV se tem falado e feito e posteriormente sugerir algumas formas de implementação, no 3.ºCiclo do Ensino Básico ou no Ensino Secundário, nomeadamente actividades laboratoriais e exercícios teórico-práticos.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3914
Designação: Mestrado em Ensino de Física e Química no 3º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário
Aparece nas colecções:FC - DQ | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
QV.pdf1,05 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.