Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/4232
Título: A criação literária: o terrível nascimento da beleza
Autor: Mancelos, João de
Palavras-chave: Imaginação
Epifania
Criação literária
Intercâmbio hemisférico
Data: 2013
Editora: Afrontamento
Citação: Mancelos, João de. “A criação literária: O terrível nascimento da beleza”. Entre centros e margens: Textos e práticas das novas interculturas. Org. Clara Sarmento. Porto: Afrontamento, 2013. 31-42. ISBN: 978-972-36-1325-4.
Resumo: De onde brota a inspiração para baladas de amor e canções de guerra, lendas e narrativas, tragédias e comédias? Ao longo de séculos, escritores e leitores interrogaram-se acerca do nascimento da beleza. Neste artigo, abordo essa questão intrigante, em quatro etapas: a) Examino algumas personificações criadas por Hesíodo, Homero, Camões e Federico García Lorca para descreverem a inspiração; b) Exploro as estratégias utilizadas por Samuel Coleridge, Salvador Dalí e William Burroughs, para penetrar no reino da fantasia, o inconsciente; c) Apresento as explicações científicas propostas por Sigmund Freud, Carl Jung e Robert Sperry para o impulso criativo; d) Para concluir, menciono as razões que levaram Fernando Pessoa, Eugénio de Andrade e Emily Dickinson a desconfiarem da musa inspiradora, preferindo o esforço que corrige a emoção e gera a obra de arte. Seguindo uma perspetiva comparada, o meu objetivo é mostrar diferentes formas de perceber a criatividade literária. Para tanto, recorro ao trabalho dos escritores e cientistas atrás mencionados e à minha opinião.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/4232
ISBN: 978-972-36-1325-4
Aparece nas colecções:FAL - DCA | Documentos por Auto-Depósito

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
acriacaoliteraria.pdf383,5 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.