Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/4488
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorCosta, Bruno Ferreira-
dc.date.accessioned2017-08-24T08:46:43Z-
dc.date.available2017-08-24T08:46:43Z-
dc.date.issued2017-05-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.6/4488-
dc.description.abstractA mediatização associada às eleições presidenciais norte-americanas constitui o ponto de partida para analisarmos a forma como a imprensa generalista portuguesa reagiu à vitória de Donald Trump nas eleições de 8 de novembro de 2016. O impacto das referidas eleições resulta da configuração da ordem mundial, ainda dependente de um unilateralismo associado ao papel dos Estados Unidos da América em diversos conflitos e da especificidade das referidas eleições e seus candidatos. Em termos metodológicos recorremos à técnica da análise de conteúdo, em simultâneo com a abordagem descritiva, com o objetivo de traçar um quadro geral do impacto da vitória de Donald Trump na imprensa portuguesa, bem como a aplicabilidade do princípio da isenção ou da parcialidade na transmissão da informação, considerando a tradição portuguesa de uma não partidarização dos meios de comunicação social. De acordo com os propósitos da investigação, os resultados esperados permitirão aprofundar o conhecimento sobre a existência ou não de um posicionamento ideológico face ao candidato eleito. A análise basear-se-á no conteúdo das capas de jornais posteriores às eleições norte-americanas e reforçará o estudo da comunicação política associada ao papel dos meios de comunicação social em Portugal.pt_PT
dc.description.abstractThe mediatization associated with the US presidential elections is the starting point for analyzing how the Portuguese general press reacted to Donald Trump’s victory in the November 8, 2016, elections. The impact of these elections results from the configuration of the world order, still dependent on a unilateralism associated with the role of the United States in various conflicts and the specificity of the mentioned elections and their candidates. In methodological terms we used the technique of content analysis, along with the descriptive approach, with the aim of outlining the impact of Donald Trump’s victory in the Portuguese press, as well as the applicability of the principle of exemption or bias in transmission of information, considering the Portuguese tradition of a non-politization of the media. According to the purposes of the research, the expected results will allow to deepen the knowledge about the existence or not of an ideological positioning towards the chosen candidate. The analysis will be based on the content of newspaper covers subsequent to the US elections and will reinforce the study of political communication associated with the role of the media in Portugal.-
dc.language.isoporpt_PT
dc.publisherLabcom.IFPpt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.subjectComunicação políticapt_PT
dc.subjectEleições presidenciais norte-americanaspt_PT
dc.subjectMediatismo-
dc.subjectEnviesamento mediático-
dc.subjectImprensa portuguesa-
dc.titleA vitória de Donald Trump na imprensa Portuguesa – a (im)parcialidade em perspetivapt_PT
dc.typearticlept_PT
dc.description.versioninfo:eu-repo/semantics/publishedVersionpt_PT
degois.publication.issue24pt_PT
degois.publication.firstPage83pt_PT
degois.publication.lastPage105pt_PT
degois.publication.titleEstudos em Comunicaçãopt_PT
dc.peerreviewedyespt_PT
dc.identifier.doi10.20287/ec.n24.a05pt_PT
Aparece nas colecções:FAL - DCA | Documentos por Auto-Depósito

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
A vitória de Donald Trump - a (im)parcialidade em perspetiva.pdf12,18 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.