Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/521
Título: O problema da técnica e o ciberespaço
Autor: Serra, Joaquim Mateus Paulo
Palavras-chave: Ciberespaço - Técnica - Heidegger - McLuhan
Data: 28-Abr-2010
Resumo: O Cogito cartesiano representa a recusa de fundamentar o saber em qualquer tradição, e a exigência de o fundamentar no Sujeito, entendido como "substância pensante"(é a esse processo que Kant chama "autonomia"). Mas o Cogito cartesiano já é, ele próprio, o "herdeiro"(e, em parte, o contemporâ-neo) filosófico da Ciência e da Técnica emergentes. Sem a nova Física Matemática de Kepler e Galileu, o telescópio de Galileu e as oficinas do Renascimento, seria impensável o "Eu penso, logo existo" de Descartes. Foram a Ciência e Técnica emergentes que, destruindo a concepção antiga e medieval de natureza (o "mundo fechado", para utilizarmos uma expressão de Koyré), fundada na Filosofia de Aristóteles e na Teologia cristã, obrigaram Descartes à procura de um novo fundamento (para o saber, para a acção, para a natureza, para o homem...). […]
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/521
Aparece nas colecções:FAL - DCA | Documentos por Auto-Depósito

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
jpserra_problema.pdf146,7 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.