Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/651
Título: Estudo da actividade antibacteriana dos óleos essenciais: Schinus molle
Autor: Pombo, Eunice Baltazar .
Orientador: Rocha, Pedro
Rodilla, Jesus
Palavras-chave: Óleos essenciais - Propriedades antimicrobianas
Óleos essenciais - Schinus molle
Óleos essenciais - Sinergismo
Óleos essenciais - Propriedades antibacterianas
Terpenos
Data de Defesa: 2011
Resumo: Os conhecimentos acerca das plantas medicinais e da sua utilização têm vindo a ser acumuladas desde a antiguidade até aos nossos dias. Tem havido uma necessidade crescente de encontrar novos métodos para reduzir ou eliminar patógenos de origem alimentar. Os óleos essenciais são definidos como compostos voláteis, naturais e complexos caracterizados por um odor forte, formados em plantas aromáticas como metabolitos secundários. Podem conter cerca de 20 a 60 componentes em concentrações bastante diferentes e são caracterizados por dois ou três componentes maioritários em concentrações bastante elevadas (20-70%). Normalmente, os componentes maioritários determinam as propriedades biológicas dos óleos essenciais. A Schinus molle (aroeira-falsa), da família Anacardiaceae, nativa da América do Sul possui um óleo essencial com actividade antibacteriana. Os principais componentes que foram isolados da S.molle são cetoácidos triterpenóides. Actualmente, existem diversos métodos de screening para definir se o extracto de uma determinada planta possui actividade antimicrobiana. Os dois métodos mais utilizados são os de difusão em agar e de diluição em caldo. Então, o principal objectivo deste trabalho foi determinar a actividade antibacteriana do óleo essencial Schinus molle utilizando o método de difusão em agar com cavidades cilíndricas (poços) para a determinação dos halos de inibição, o método de macrodiluição para a determinação da concentração mínima inibitória (CMI) e da concentração mínima bactericida (CMB) e o teste em placa para a determinação do efeito de vapor. As estirpes estudadas foram: Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa e Staphylococcus aureus. De acordo com os resultados obtidos, o óleo essencial de Schinus molle, tem efeitos antibacterianos fortes sobre bactérias Gram-positivas e mais fracos sobre as bactérias Gram-negativas. Os componentes maioritários têm bastante influência sobre esses efeitos antibacterianos, reagindo sinergicamente entre eles e potenciando os efeitos. O que se encontra em maior quantidade é o sabineno, no entanto a maior inibição bacteriana encontrada não foi provocada apenas pelo Sabineno, mas pela interacção entre este composto e os Pinenos (-pineno e o -pineno).
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/651
Designação: Mestrado em Bioquímica
Aparece nas colecções:FC - DQ | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese final - Eunice Pombo (2011).pdf2,62 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.