Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/752
Título: Estenose mitral :
Outros títulos: revisão bibliográfica e análise da casuística do HSM
Autor: Boleto, Daniela Pinto
Orientador: Luis, Francisco José Fernandes
Palavras-chave: Doença cardíaca reumática
Estenose mitral
Estenose mitral - Diagnóstico
Estenose mitral - Tratamento
Febre reumática
Válvula mitral
Fibrilhação auricular
Data de Defesa: Jun-2008
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Introdução: A estenose mitral (EM) representa uma redução da área de abertura diastólica da válvula mitral, sendo que a febre reumática (FR) é a sua principal causa. Estas patologias persistem como um grave problema nos países em desenvolvimento, sendo pouco comuns nos países industrializados. Métodos: Para elaborar a revisão bibliográfica, procedeu‐se a uma análise e compilação das informações actualmente existentes, abordando também a FR. Para determinar o número de casos de EM seguidos no serviço de cardiologia do Hospital Sousa Martins (HSM), assim como a sua situação actual, procedeu‐se a uma análise retrospectiva dos processos clínicos. Com base nos Grupos de Diagnóstico Homogéneo (G.D.H) e com o auxílio dos cardiologistas, foram identificados 62 indivíduos, sendo posteriormente excluídos 6 casos em que existia afectação predominante de outra válvula que não a mitral. Resultados: A prevalência de pacientes com EM (residentes no distrito da Guarda e seguidos no HSM) é de 27,8 casos por 100 000 habitantes. 89% são do sexo feminino e 63% apresentam fibrilhação auricular (FA). Ecocardiograficamente, a aurícula esquerda está aumentada em 91,3% dos indivíduos, 82,9% apresentam uma pressão sistólica da artéria pulmonar (PSAP) >35 mmHg, e 42,2%, 53,3% e 4,4% têm uma área mitral >1,5 cm2, 1,0‐1,5 cm2 e <1 cm2, respectivamente. Nos pacientes que foram submetidos ao tratamento correctivo da EM, a idade média da primeira intervenção foi de 56 anos, tendo realizado: comissurotomia e/ou valvuloplastia mitral (22 pacientes), substituição da válvula mitral por prótese (4 pacientes), e apenas 2 doentes foram submetidos a valvuloplastia com balão de Ynoue (BMV). Todos apresentavam limitação funcional de II‐III/IV (New York Heart Association) e PSAP> 35mmHg. Foram 6 os pacientes reintervencionados, em média cerca de 20 anos após o primeiro procedimento. Conclusão: Existe um elevado número de casos de EM no distrito da Guarda, afectando maioritariamente o sexo feminino, e com FA e hipertensão pulmonar associada. A BMV é uma técnica pouco utilizada, sendo realizada preferencialmente a comissurotomia e/ou a valvuloplastia.
Introduction: Mitral stenosis (MS) is a narrowing of the mitral valve diastolic opening area, with rheumatic fever (RF) being its main cause. These diseases persist as a serious problem in the developing countries, being uncommon in the industrialized ones. Methods: To elaborate the bibliographical revision, it was done an analysis and compilation from the currently existing data, also approaching RF. To identify the number of followed cases in the Cardiology Service of the Hospital Sousa Martins (HSM), as well as to determine its current situation, it has been done a retrospective study through the revision of patients’ clinical files. Based in the Diagnosis‐Related Groups (DRG), and with the assistance of the cardiologists, 62 patients were identified, with posterior exclusion of 6 cases who had predominant affection of another valve than the mitral one. Results: The prevalence of patients with MS (resident in the Guarda’s district and followed in the HSM) is of 27,8 cases per 100 000 inhabitants. 89% were female and atrial fibrillation (AF) was present in 63% cases. In the echocardiography, 91,3% of the individuals had an increased left auricle, 82,9% had pulmonary artery systolic pressure (PSAP) >35 mmHg, and 42,2%, 53,3% and 4,4% had a mitral area >1,5 cm2, 1,0‐1,5 cm2 and <1cm2, respectively. In the patients who had been submitted to MS’s corrective treatment, 56 years old was the average age of the first intervention, having been subjected to: comissurotomy and/or mitral valvuloplasty (22 patients), mitral valve replacement (4 patients), and there was only 2 cases of balloon mitral valvuloplasty (BMV). In the treatment reports everyone had New York Heart Association (NYHA) class II‐III/IV functional limitation and PSAP >35 mmHg previous to the procedure. 6 individuals were submitted to a second procedure, in average 20 years after the first one. Conclusion: There is a high number of individuals with MS in the Guarda’s district, predominantly in the females and with frequent association of AF and pulmonary hypertension (PHT). Comissurotomy and/or valvuloplasty were more used than BMV.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/752
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
EM.pdf1,29 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.