Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/754
Título: Omissão de prescrição de fármacos na população idosa da Beira Interior
Autor: Borges, Elisabete Pinto
Palavras-chave: Medicamentos - Prescrição - Idosos
Idosos - Medicamentos - Critérios de prescrição
Idosos - Prescrição de medicamentos - Critérios START (Screening tool to alert doctors to the right treatment)
Data de Defesa: Mai-2010
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Introdução: Os problemas relacionados com medicação (PRMs) são frequentes nos idosos e na maioria dos casos evitáveis. Diversos estudos identificam a prescrição excessiva e/ou inapropriada de medicamentos como causas de PRMs, contudo os estudos sobre omissões de medicação considerada benéfica são escassos. Objectivo: Quantificar e caracterizar eventuais omissões de prescrição na população idosa internada com doença aguda, utilizando os critérios START (Secreening Tool to Alert Doctors to The Right Treatement) e analisando a utilidade destes na sua detecção e prevenção precoces. Métodos: Realizou-se um estudo observacional descritivo, na Unidade de Acidentes Vasculares Cerebrais (UAVC) do Centro Hospitalar da Cova da Beira (CHCB). Os processos clínicos de todos os doentes idosos (idade> 65 anos) internados entre 1 de Outubro e 31 de Dezembro de 2009 forma revistos e os critérios START aplicados à medicação nos momentos de admissão e alta clínica. Resultados: Durante o período de estudo foram admitidos na UAVC 56 doentes idosos. No momento de internamento detectaram-se 67 omissões de prescrição em 66.1% dos idosos (média 1,26 omissões por doente), que em 77,61% (n=52) dos casos foram corrigidas no momento de alta. Nos doentes medicados com 5 ou mais medicamentos diários detectaram-se omissões de prescrição à admissão em 81,0% dos casos. Em 11 doentes, 15 omissões detectadas à entrada, permaneciam por corrigir e em 3 doentes registaram-se 3 novas omissões de prescrição. Os critérios START identificaram, tanto na entrada hospitalar como na alta clínica, omissões de prescrição sobretudo de medicação do sistema cardiovascular e do sistema endócrino. Conclusões: A omissão de fármacos em idosos admitidos no hospital com doença aguda é frequente. Os critérios START revelaram-se um instrumento útil de validação da prescrição farmacológica, de acordo com a evidência das normas de orientação clínica actuais, sobretudo em termos de prevenção cardiovascular.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/754
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese_Elisabete.Borges.pdf1,1 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.