Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/762
Título: Tratamento da gonartrose numa abordagem cirúrgica
Autor: Carvalho, Fábio Micael Pires de
Palavras-chave: Gonartrose - Joelho - Tratamento cirúrgico
Artroscopia - Joelho
Artroplastia - Joelho
Biomecânica - Joelho
Osteotomia - Joelho
Data de Defesa: Mai-2010
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: A artrose resulta da senescência e consequente destruição progressiva dos tecidos que compõem a articulação, em particular a cartilagem, conduzindo à instalação progressiva de dor, deformação e limitação dos movimentos. A cartilagem articular perde a sua elasticidade, integridade e consistência, e consequentemente também, parte ou totalidade da sua capacidade funcional. A artrose do joelho é denominada por gonartrose. Por se tratar de um processo degenerativo, é lento e gradual, o que permite que se possam planear diversas intervenções ao longo da sua evolução numa tentativa de controlar a sua progressão e sintomatologia. O tratamento da artrose do joelho é, ao início, essencialmente clinico. O objetivo é aliviar a dor, sendo para isso usada terapia não farmacológica e farmacológica. A primeira consiste em terapia física/ocupacional, osteopatia e acupunctura. Quanto à segunda consiste em terapia oral, através da administração de glucosamina ou acetaminofeno, anti-inflamatórios não esteróides ou opióides, terapia tópica com capsaicina, anti-inflamatórios não esteróides ou lidocaína e terapia intra-articular com a administração de corticóides ou ácido hialurónico. Logo que o tratamento clinico deixar de ser eficaz, a cirurgia pode ser encarada. Em artroses pouco avancadas, uma lavagem articular artroscópica pode permitir "lavar a articulação" e regularizar pequenas lesões meniscais: a irrigação com o soro fisiológico comporta a remoção dos restos da cartilagem, fonte de inflamação, e dá frequentemente um bom alívio, ainda que este temporário (alguns meses ou anos). Mas as duas mais importantes possibilidades terapêuticas cirúrgicas são osteotomia e prótese do joelho. A osteotomia do joelho corrige o eixo do membro inferior de forma a equilibrar o peso do doente sobre o compartimento oposto cuja cartilagem é sã. A prótese total do joelho substitui, em contrapartida, a cartilagem destruída. Em última instância recorre-se à fusão da articulação do joelho, cirurgia conhecida por artrodese. Esta dissertação foi feita com base numa revisão teórica do que se conhece até hoje sobre as intervenções cirúrgicas no tratamento da gonartrose.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/762
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese final.pdf859,52 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.