Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/842
Título: Análise retrospectiva de melanoma maligno cutâneo primário no Serviço de Dermatovenereologia do Hospital de Sousa Martins: 1995-2007
Autor: Neto, Ana Alexandra Ferreira
Orientador: Cabral, Maria Fátima
Palavras-chave: Melanoma maligno cutâneo
Melanoma maligno cutâneo - Factores de risco
Melanoma maligno cutâneo - Ulceração
Melanoma maligno cutâneo - Prognóstico
Melanoma maligno cutâneo - Prevenção
Melanoma maligno cutâneo - Terapia
Melanoma maligno cutâneo - Tipologias
Melanoma cutâneo - Índice de Breslow
Melanoma cutâneo - Índice de Clark
Data de Defesa: Jun-2008
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Introdução: A incidência de melanoma maligno cutâneo, nas últimas décadas, tem vindo a aumentar. A elevada incidência deve-se essencialmente às modificações de estilo de vida e hábitos de exposição solar principalmente durante a infância e adolescência. O presente trabalho tem como objectivo o estudo de casos de melanoma, no Hospital de Sousa Martins. Materiais/Métodos: Realizou-se um estudo retrospectivo por revisão dos processos clínicos dos doentes com melanoma maligno cutâneo, diagnosticados no Serviço de Dermatologia e Venereologia do Hospital de Sousa Martins, na Guarda, no período compreendido entre 1995 e 2007. Foi efectuada uma análise descritiva dos processos clínicos utilizando o programa Microsoft Office Excel 2007. Resultados: Foram diagnosticados 105 casos de melanoma maligno cutâneo, sendo 67% do sexo feminino e 33% do sexo masculino, cuja idade média foi de 65anos. A cabeça foi o local mais afectado pelo melanoma maligno cutâneo (47% dos casos). O subtipo mais prevalente foi o de extensão superficial (43%). A média do índice de Breslow foi de 3,01 milímetros. A ulceração esteve presente em 21 casos. A maioria dos casos encontrava-se no estádio 0 (39%), correspondendo ao melanoma in situ. Faleceram 19 doentes. No seguimento, foram diagnosticados 3 novos casos de melanoma primário. Discussão/Conclusões: Nos últimos anos, de 2004 a 2007, observou-se uma diminuição da incidência de melanoma maligno cutâneo na região da Guarda. O grupo etário e a localização anatómica estão de acordo com a literatura. O predomínio de melanomas de extensão superficial deve-se à exposição solar intermitente. O índice de Breslow e a presença de ulceração, de acordo com a literatura verificaram ser importantes factores de risco. Nesta região do país, a detecção tem sido precoce pois a maioria dos pacientes encontrava-se no estádio 0.
Introduction: The incidence of malignant cutaneous melanoma, over the past decades, has been increasing. It affects every age group, being more frequent around fifty. The high incidence is due to life style changes and to solar exposure habits mostly during childhood and adolescence in spite of the prevention campaigns effort. Methods: A retrospective study was made through the revision of patients’ clinical processes with malignant cutaneous melanoma diagnosed in the Dermatological Service of the Hospital Sousa Martins in Guarda, between 1995 and 2007. Results: A hundred and five cases of malignant cutaneous melanoma have been diagnosed, being 67% female and 3% male. Their average age was 65 years old. The part of the body that has been most affected by cutaneous melanoma was the head (in 47% of the cases). The most predominant subtype of melanoma was the one of superficial extension (43%). The average of the Breslow tumor thickness was 3,01 millimeters. The ulceration was part of 21 situations of melanoma. Most of the cases were in the 0 stage (39%), which has correspondence with the melanoma in situ. Nineteen patients have died with cutaneous melanoma. In the follow-up 3 new cases of primitive melanoma have been diagnosed. Discussion/Conclusion: Over the last years, from 2004 to 2007 there has been a decreasing of the incidence of malignant cutaneous melanoma in the region of Guarda. Both the age group and the anatomic localization are according to the literature. The prevalence of melanoma of superficial extension is due to interrupt solar exposure. According to some literature the Breslow tumor thickness and the ulceration are important risk factors. In this part of the country, the detection was made in the beginning as most of the patients were in stage 0.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/842
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese de Mestrado - Ana Neto.pdf1,9 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.