Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/849
Título: Biosíntese de androgénios no Plexo Coróide : o papel da 5[alfa]-reductase
Autor: Rodrigues, Ângela Patrícia Rosa
Palavras-chave: Plexo coróide
Enzima 5a-reductase
Androgénio - Envelhecimento
Data de Defesa: 2009
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: A enzima 5α‐reductase (5α‐R) metaboliza a testosterona (T) a um androgénio activo, a 5α‐dihidrotestosterona (DHT), em tecidos periféricos incluindo diversas regiões do cérebro. Recentemente o nosso grupo de investigação demonstrou a presença do mRNA da 5α‐reductase no plexo coróide (CP) de rato. O plexo coróide é responsável pela produção do fluido cerebroespinhal e também apresenta capacidades neuroprotectoras. Durante o processo de envelhecimento, o CP apresenta um declínio em todos os aspectos da sua função, o que pode aumentar o risco de doenças neurodegenerativas. A presença da 5α‐R no CP sugere que a produção de androgénios pode ocorrer localmente neste órgão. Contudo, não há estudos que caracterizem a actividade da 5α‐R ou que identifiquem os factores que regulam a sua expressão no CP. Com o objectivo de começar a clarificar estas questões, foram delineados os seguintes objectivos: i) confirmar a presença da proteína 5α‐R no CP; ii) estudar a expressão da 5α‐R durante o envelhecimento; iii) demonstrar a bioactividade da 5α‐R no CP. As análises por Imunohistoquímica e Western Blot confirmaram a presença da proteína 5α‐R no CP de rato. Foram removidos CPs de ratos macho e fêmea com diferentes idades (3, 6, 9 e 12 meses), extraiu‐se o RNA total usado posteriormente para síntese de cDNA. Por RT‐PCR analisou‐se a expressão da 5α‐R no CP de ratos durante o envelhecimento. Os resultados obtidos demonstraram que a expressão da 5α‐R é regulada positivamente aos 9 e 12 meses de idade em ratos macho (P<0,005), o que pode estar associado com a redução de produção de testosterona observada em animais destas idades1. A fim de obter informação sobre a actividade da 5α‐R, foram realizadas culturas ex vivo de CP com [3H]‐T, monitorizando a sua conversão em [3H]‐DHT por cromatografia em camada fina. O tecido de CP não apresenta uma conversão significativa de [3H]‐T a [3H]‐DHT, no entanto os resultados não foram conclusivos. Estudos futuros deverão ser realizados de modo a confirmar a actividade da 5α‐R no CP. 1. Zirkin et. al (1997). Leydig cell steroidogenesis in aging rats. Exp. Gerontol. 32 (4‐ 5):529‐37.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/849
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CV Ângela Rodrigues.pdfCurriculum Vitae6,51 MBAdobe PDFVer/Abrir
Tese Mestrado - Ângela Rodrigues.pdfTese1,09 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.