Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/854
Título: Comparative study of the prevalence, clinical features, sensitisation profiles and risk factors for Allergic Rhinitis between elderly and young in Cova da Beira
Autor: Ribeiro, Ana Catarina de Guimarães
Palavras-chave: Rinite alérgica
Rinite alérgica - Testes cutâneos
Atopia
Rinite alérgica - Adultos
Data de Defesa: 2010
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Contextualização: A rinite Alérgica (RA) é a doença alérgica mais comum em todo o mundo. Muito poucos estudos têm avaliado se a prevalência da RA diminui com a idade. Assim sendo, o objectivo deste estudo foi comparar a prevalência, o padrão de sensibilização a aeroalergénios e factores de risco da RA entre uma população de idosos e outra de adultos jovens. Métodos: Estudo transversal usando uma amostra aleatória simples. A população do estudo consistiu em 2 grupos de indivíduos da Beira Interior: um de adultos jovens (com idades entre os 18 e 35 anos) e outro de idosos (com 65 anos ou mais). Um questionário estandardizado de alergia (incluindo RA) e testes cutâneos de alergia (TCA) foram aplicados a todos os voluntários, à excepção dos que participaram por telefone. Todos os voluntários assinaram o consentimento informado e o estudo foi aprovado pelo Comité de Ética da Autoridade Regional de Saúde. Para a análise estatística recorreu-se aos seguintes testes: Qui-quadrado, Mann Whitney U e regressão logística. Um valor de p < 0,05 foi considerado estatisticamente significativo. Resultados: A população do nosso estudo incluiu 1460 voluntários. Até agora, foram analisados 473 voluntários (312 idosos (idade média = 72 anos; 168 mulheres) e 161 adultos jovens (idade média = 29 anos; 85 mulheres). Ambos os grupos estavam emparelhados quanto à distribuição por sexos. A prevalência de RA foi significativamente menor nos idosos (26,7%) em relação aos adultos jovens (40,6%) (p=0,0194; teste do Qui-quadrado). Para ambos os grupos, a associação entre positividade geral dos TCAs e os sintomas de RA foi estatisticamente significativa (p<0,0001 para idosos; p=0,0069 para adultos jovens). Diferenças significativas foram observadas no perfil de sensibilização entre os 2 grupos, estando os idosos mais sensibilizados a Dermatophagoides pteronyssinus (11,0%), Parietaria judaica (10,5%) e oliveira (7,3%) e os adultos jovens principalmente a Dermatophagoides pteronyssinus (25,7%), Dermatophagoides farinae (15,8%) e pólenes de cereais (16,8%). Uma associação estatisticamente significativa foi encontrada entre RA e residência urbana no grupo dos idosos (p=0,047; teste do Qui-quadrado). Conclusão: Os nossos dados sugerem que a prevalência da RA diminui com a idade e também que parecem existir diferenças entre os perfis de sensibilização de idosos e adultos jovens.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/854
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Ana Catarina Guimarães Ribeiro.17482.pdf792,96 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.