Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/857
Título: Artrite reumatóide : fisiopatologia e terapêutica biológica
Autor: Rego, Catarina Mesias
Palavras-chave: Artrite reumatóide
Artrite reumatóide - Sistema imunitário
Artrite reumatóide - Fármacos biotecnológicos
Artrite reumatóide - Imunosupressores
Artrite reumatóide - Terapia biotecnológica - Cirurgia
Artrite reumatóide - Terapia biotecnológica - Gravidez
Data de Defesa: Jun-2010
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: A artrite reumatóide é uma doença inflamatória crónica sistémica, de causa desconhecida, associada a alterações imunológicas diversas. As células do sistema imunológico são altamente específicas e cada tipo de célula exerce funções próprias , que concorrem para uma resposta imune efectiva e bem organizada. Estão envolvidas neste processo citocinas pró inflamatórias, que medeiam a inflamação. Apesar de ainda não estarem completamente clarificados todos os componentes relevantes da resposta inflamatória, os seus mecanismos de acção e as suas funções na patologia na Artrite Reumatóide, os dados disponíveis permitiram nos últimos 10 anos o desenvolvimento de agentes terapêuticos inovadores – os fármacos biotecnológicos. São agentes anti-reumáticos modificadores da doença que actuam bloqueando citocinas específicas ou os seus receptores, envolvidos no processo imunológico. Os fármacos biotecnológicos Infliximab, Etanercept e Adalimumab actuam antagonizando o Factor de Necrose Tumoral Alfa e o fármaco Anakinra antagoniza os receptores da interleuciina 1. O Abatacept liga-se às moléculas CD80/CD86 bloqueando a activação das células T, o Rituximab é um anticorpo monoclonal anti-CD20, existentes na superfície das células B e o Tociluzimab antagoniza as funções da interleucina 6. Como são potentes imunossupressores, existe o risco de surgirem ou de se agravarem infecções agudas ou crónicas ou de reactivar infecções latentes, com efeitos prejudiciais para o hospedeiro. A utilização desta terapêuticaobriga a cuidados permanentes na cirurgia e na gravidez. Com este estudo pretende-se fazer uma revisão detalhada da fisiopatologia da artrite reumatóide, nomeadamente no que se refere aos mecanismos moleculares subjacentes e explicar o enquadramento das diferentes terapias com agentes biológicos modificadores da doença. Adicionalmente pretende-se rever as indicações dos agentes biológicos nesta patologia, os critérios de monitorização do tratamento no que se refere à avaliação de eficácia e segurança e a sua utilização em casos particulares como a gravidez e cirurgias.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/857
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Artrite Reumatóide e Terapêutica biológica -Mestrado CR.pdf2,22 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.