Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/894
Título: Qualidade de vida na doença hepática crónica: avaliação de um grupo de doentes da consulta e internamento de gastrenterologia do Centro Hospitalar Cova da Beira
Autor: Anapaz, Vera Lúcia Vieira Lopes
Palavras-chave: Doença hepática
Doença hepática crónica
Doença hepática crónica - Qualidade de vida
Cirrose hepática - Saúde pública
Data de Defesa: Jun-2011
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Introdução A Doença Hepática Crónica (DHC) é responsável por aproximadamente 40.000 mortes anuais, o que corresponde a cerca de 2% do total de mortes a nível mundial. O conceito de Qualidade de Vida Relacionada com a Saúde (QdVS) tem-se tornado relevante em pacientes com DHC. À semelhança de outras doenças crónicas, a redução da Qualidade de Vida (QV) destes doentes tem sido documentada, assim como a interacção entre os factores psicológicos e as alterações provocadas pela patologia. Em Portugal, os estudos relativos à DHC e Cirrose Hepática (CH) existentes, têm fornecido informação relativa à realidade destas entidades clínicas. Com este estudo pretendeu-se especificar e compreender as características dos pacientes com CH seguidos no serviço de Gastrenterologia do Centro Hospitalar Cova da Beira (CHCB), assim como avaliar a gravidade da CH através da utilização da escala de Child-Pugh-Turcotte e a Qualidade de vida relacionada com a saúde (QdVS). Material e Métodos Trata-se de um estudo retrospectivo, transversal e observacional destinado à avaliação da QdVS num grupo de pacientes com o diagnóstico de CH no CHCB. Efectuaram-se entrevistas directas através de questionários a uma amostra de 42 pacientes com diagnóstico clínico e imagiológico, durante os meses de Janeiro até Abril de 2011. Além da análise descritiva procurou-se estabelecer correlação entre algumas das variáveis em estudo, consideradas estatisticamente significativas quando o valor de p<0,05. Resultados A média das idades dos participantes no estudo era de 62 anos, e cerca de 31% dos pacientes tinham entre os 66 e 75 anos. O género masculino e a etiologia etílica da cirrose corresponderam a uma proporção de mais de 90% de todos os pacientes. A pontuação média obtida após a aplicação do Short Form Health Survey ( SF-36) rondou os 49. Após efectuado o cálculo para a estratificação da gravidade da patologia através da escala de CPT, 69% dos pacientes pertenciam à classe A, 21% à classe B e 10% à classe C. Conclusão A CH afecta maioritariamente indivíduos do sexo masculino, sendo o consumo etílico regular a etiologia predominante. Relativamente à escala de CPT, os resultados obtidos apontam para uma boa sobrevida. Conclui-se que a QdVS está claramente afectada na DHC associada a CH, nomeadamente a nível da Dor Física, do Desempenho Físico e da Vitalidade. Este estudo vai ao encontro de dados Nacionais, em que a Cirrose Hepática é um problema de Saúde Pública, em relação à qual devem ser tomadas medidas relativas ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/894
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese final- Vera.pdf1,41 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.