Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/897
Título: Pneumonia nosocomial no Centro Hospitalar Cova da Beira: avaliação retrospectiva
Autor: Amaral, Joana Margarida Freire Marques
Palavras-chave: Pneumonia nosocomial
Pneumonia nosocomial - Prevenção
Pneumonia nosocomial - Tratamento
Pseudomonas aeruginosa
Staphylococus aureus
Data de Defesa: Jun-2009
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Objectivos: Caracterização epidemiológica, clínica e microbiológica da população de doentes seleccionada, avaliando os factores modificadores da Pneumonia Nosocomial inerentes, quer aos doentes, quer aos Serviços de internamento do Centro Hospitalar Cova da Beira. Material e métodos: Foram estudados 51 doentes com o diagnóstico de Pneumonia Nosocomial, internados em diversos Serviços do Centro Hospitalar Cova da Beira, entre Setembro de 2007 e Junho de 2008. Resultados/Conclusões: A média de idades foi de 76,71 anos para a população total e 69,8 anos para os 16 doentes com Pneumonia associada a Ventilador estudados. Este facto poderá condicionar a elevada prevalência de factores de risco nos dois grupos, tais como: internamentos anteriores (48,18% vs. 31,25%), antibioterapia nos últimos 3 meses (33,33% vs. 25,00%) e patologia cardiovascular, nomeadamente a Hipertensão Arterial (58,82% vs. 22,50%). A cirurgia prévia foi um factor de risco que se destacou nos doentes com Pneumonia associada a Ventilador (25,00%), que por complicações intra ou pós-operatórias necessitaram de prolongar o tempo de entubação orotraqueal. A principal forma de apresentação clínica, foi uma síndrome caracterizada por hipertermia, tosse, expectoração purulenta e dispneia (49,02% vs. 68,75%). Para o diagnóstico de Pneumonia Nosocomial, optou-se preferencialmente pela realização de hemoculturas (66,67%) e exames culturais de secreções respiratórias não invasivos, nomeadamente colheitas de expectoração espontânea (47,37%). No caso particular da Pneumonia associada a Ventilador, as técnicas subsidiárias da broncofibroscopia continuam a ser a opção para o diagnóstico (46,67%). A maioria das amostras colhidas de expectoração espontânea não era válida (73,33%). Os microorganismos mais identificados na Pneumonia Nosocomial foram o Staphylococcus aureus meticilina-resistente, a Pseudomonas aeruginosa e a Klebsiella pneumoniae, em aproximadamente 20,83% dos casos, cada um. Esta prevalência poderá ser justificada pela multiplicidade de factores de risco que esta população apresenta. Na Pneumonia associada a Ventilador, os microorganismos mais prevalentes foram a Klebsiella pneumoniae, o Acinetobacter baumannii, a Pseudomonas aeruginosa, a Stenotrophomonas maltophilia, o Staphylococcus aureus meticilina-sensível e o Staphylococcus aureus meticilina-resistente (18,18%, em cada caso). Relativamente ao tratamento, verifica-se uma uniformização da terapêutica, independentemente do número de factores de risco nos dois grupos, uma vez que a percentagem de doentes que efectuou tratamento fora das linhas de orientação mais recentes aumenta, com o aumento do número de factores de risco (1 factor de risco: 28,00%; 2 ou mais factores de risco: 34,00%). A maior prevalência de bactérias, como a Pseudomonas aeruginosa e o Acinetobacter baumannii conduziram a um aumento da duração da antibioterapia (aproximadamente 18 dias), em relação ao que está estipulado a nível internacional (cerca de 7 dias). Quanto ao tempo de internamento, este foi superior nos doentes com Pneumonia associada a Ventilador, comparativamente à população total (35,81 dias vs. 25,98 dias). Nesta última, a mortalidade foi de 19,61% e nos doentes com Pneumonia associada a Ventilador foi de 31,25%, a qual poderá dever-se à faixa etária da amostra e à presença de comorbilidades e complicações associadas.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/897
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
capas.pdfCapa47,28 kBAdobe PDFVer/Abrir
inicio.pdfInício131,26 kBAdobe PDFVer/Abrir
teseintegrada1.pdfTese455,96 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.