Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/928
Título: Uma perspectiva geral sobre miocardites
Autor: Domingues, Pedro Miguel Justo
Palavras-chave: Miocardite
Miocardite - Jovens
Miocardite - Biópsia endomiocárdica
Miocardite - Etiologia
Miocardite - Diagnóstico
Miocardite - Fisiopatologia
Data de Defesa: Jun-2011
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: A Miocardite é uma doença inflamatória do miocárdio com um espectro variado de apresentações clínicas que variam desde as mais subtis às mais complexas. É diagnosticada por critérios histológicos, imunológicos e imunoquímicos estabelecidos. É descrita como “um infiltrado inflamatório do miocárdio com necrose e/ou degeneração dos miócitos adjacentes”. Usualmente manifesta-se em pessoas aparentemente saudáveis e pode resultar em insuficiência cardíaca rapidamente progressiva (e muitas vezes fatal) e arritmia. A sua incidência é difícil de estimar devido à sua grande variedade de apresentações. A miocardite acomete preferencialmente indivíduos do sexo masculino em escalões etários jovens. A Miocardite é causada por uma grande variedade de organismos infecciosos, desordens autoimunes e agentes exógenos tendo também alguma predisposição genética e ambiental. As lesões ocorrem por efeito citotóxico directo do agente causal, resposta imune secundária causada pelo agente infeccioso, expressão de citocinas no miocárdio e indução aberrante da apoptose. Para fazer o seu diagnóstico existem vários métodos invasivos e não invasivos. Alguns ainda estão pouco desenvolvidos e carecem de validação. No entanto, o gold standard para o diagnóstico de miocardite é a biópsia endomiocárdica, apesar de apresentar alguns riscos. As guidelines para o tratamento da miocardite incluem diuréticos, inibidores da enzima de conversão da angiotensina ou antagonistas dos receptores de angiotensina e bloqueadores beta-adrenérgicos. Alguns estudos ainda estão a verificar a possibilidade de se recorrer a terapia antiviral e imunossupressora. Deve-se também aconselhar sobre modificações do estilo de vida, incluindo a redução de sódio da dieta, restrição de fluidos e evicção do uso de fármacos anti-inflamatórios não esteróides Os doentes com doença fulminante possuem um melhor prognóstico. A persistência do agente causal e a consequente inflamação crónica piora o prognóstico. Investigações futuras devem basear-se na tentativa de encontrar métodos diagnósticos não invasivos mais sensíveis e específicos de modo a melhorar o diagnóstico evitando os riscos de alguns métodos vigentes.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/928
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese Miocardites Pedro Domingues.pdf557,81 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.