Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/929
Título: Síndrome de apneia obstrutiva do sono e risco cardiovascular
Autor: Domingues, Nuno Manuel Monteiro
Palavras-chave: Síndrome de apneia obstrutiva do sono
Síndrome de apneia obstrutiva do sono - Doença cardiovascular
Hipoxia intermitente
Síndrome de apneia obstrutiva do sono - Síndrome metabólica
Data de Defesa: Mai-2009
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: A doença cardiovascular é uma das principais causas de mortalidade no mundo. Vários aspectos contribuem para a génese da aterosclerose e suas complicações clínicas como: tabagismo, níveis elevados de colesterol de lipoproteína de baixa densidade, baixos níveis de colesterol de lipoproteína de alta densidade, diabetes, hipertensão arterial, história familiar, obesidade, sedentarismo e ingestão de álcool. Além desses factores tem sido observado recentemente um aumento da taxa de mortalidade cardiovascular em doentes com Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono. Existe uma evidência entre a Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono e as doenças cardiovasculares, nomeadamente hipertensão arterial, doença cardíaca isquémica, acidente vascular cerebral, insuficiência cardíaca, fibrilhação auricular e morte súbita cardíaca. A patogénese da doença cardiovascular na Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono não está completamente esclarecida, mas provavelmente existe uma multiplicidade de factores, envolvendo uma série de mecanismos diversos, incluindo a hiperactividade do sistema nervoso simpático, a activação das vias inflamatórias, a disfunção endotelial, as alterações da coagulação, a disfunção metabólica e por fim a resistência à insulina e a alteração do metabolismo lipídico. Estudos efectuados em grande escala, definiram a população de doentes com Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono, sendo necessário um controlo adequado para evitar factores confundidores. Tais estudos têm por objectivo avaliar as interacções entre os diferentes mecanismos básicos que actuam na Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono e na doença cardiovascular, e as interacções com outros distúrbios, tais como a obesidade, a diabetes e a dislipidémia. Neste trabalho foi analisada a relação entre a Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono e o risco cardiovascular, bem como o impacto da terapêutica, com pressão positiva contínua na via aérea, na redução do risco cardiovascular. Concluíu-se que indivíduos com esta síndrome apresentam maior risco de desenvolver doença cardiovascular e que a terapêutica com pressão positiva contínua na via aérea poderá vir a reduzir este risco.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/929
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Mestrado NM.pdf4,97 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.