Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/936
Título: Obesidade e insatisfação corporal em adolescentes
Autor: Costa, Patrícia Bica Carvalho
Palavras-chave: Obesidade - Adolescentes
Obesidade - Adolescentes - Imagem corporal - Insatisfação
Obesidade - Adolescentes - Índice de massa corporal
Obesidade - Adolescentes - Saúde
Data de Defesa: Jun-2011
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Objectivo: esta investigação teve como objectivo, analisar a relação entre o excesso de peso/obesidade e a insatisfação corporal em adolescentes do distrito de Viseu, pertencentes à Região Dão-Lafões II, (NUTS III)1. Material e métodos: Realizámos um estudo quantitativo, transversal e descritivo. A recolha de dados foi efectuada através de um questionário auto-preenchimento, e respondido pelos adolescentes na sala de aula, para caracterização da amostra. Para avaliação do estado nutricional nos adolescentes utilizaram-se os percentis de IMC adaptados à idade e ao sexo. Para avaliação da insatisfação corporal aplicou-se a Escala de Evaluación de Insatisfacción Corporal en Adolescentes, (Grima, Baile e Landíver, 2003), Resultados: A amostra aleatória é constituída por 661 adolescentes (idade média = 13, 22 anos; Dp = 1.139 anos), a frequentarem os 7º, 8º, e 9º anos de escolaridade em oito escolas públicas do 3º ciclo do ensino básico e secundário. A maioria dos adolescentes é do sexo feminino, 56,3%, e encontra-se a residir na aldeia (71,8%). O ano de escolaridade mais representado é o 7º (43,2%). No total da amostra, a incidência, de excesso de peso/obesidade é 31,4%, superior no sexo feminino (32,3% vs. 30,5%). A média de insatisfação corporal dos adolescentes é superior no sexo feminino (21,21 vs. 18,33); (U=49409; Z=-1,792; p=0.078). Dos adolescentes com maior insatisfação corporal, 54,0% estão classificados como tendo excesso de peso/obesidade. Os valores de IMC mais elevados apresentam valores superiores de insatisfação corporal, com diferenças estatisticamente significativas (x2= 9,599; p= 0,008). Conclusão: Os adolescentes com excesso de peso e obesidade apresentam maior insatisfação corporal. Os resultados sugerem que a obesidade deveria ser prevenida e tratada com intervenção multidimensional para que a insatisfação com a imagem corporal melhore.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/936
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Obesidade e Insatisfação Corporal em Adolescentes - Patrícia Bica Carvalho Costa.pdf1,16 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.