Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/953
Título: Perfil fármaco-terapêutico do doente de Parkinson da consulta de neurologia do Hospital Pêro da Covilhã
Autor: Galante, Maria João Gonçalves
Palavras-chave: Doença de Parkinson - Factores de risco
Doença de Parkinson - Perturbação motora - Terapêutica
Doença de Parkinson - Levodopa
Data de Defesa: Out-2011
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: A Doença de Parkinson (DP) é uma doença neurodegenerativa do sistema nervoso central, para a qual não existe cura e cujas causas são ainda desconhecidas. A doença manifesta-se por sintomas motores tais como tremor em repouso, rigidez, bradicinésia e instabilidade postural. Apesar dos sintomas motores dominarem o quadro clínico desta patologia, a maioria dos pacientes apresenta outros sintomas classificados como não-motores: alterações cognitivas, apatia, depressão, fadiga, dor, entre outros. Embora se possa manifestar em qualquer idade, esta enfermidade surge, geralmente, depois dos 50 anos e os sintomas pioram gradualmente com o tempo. A DP afecta cerca de 20 mil portugueses e prevê-se que, com o crescente envelhecimento da população, este número possa aumentar. O diagnóstico da DP numa fase precoce pode ser difícil, mesmo para um neurologista experiente, pois não existe nenhum exame complementar que por si só o faça. Normalmente, o diagnóstico baseia-se no reconhecimento dos sintomas e sinais característicos desta patologia. Os sintomas mais precoces podem ser controlados por medicação que active os receptores estriatais da dopamina como é o caso da levodopa e dos agonistas dopaminérgicos. No entanto, o mesmo não acontece quando a doença se encontra numa fase mais avançada. Assim, a medicação a utilizar vai depender do estádio da doença em que o paciente se encontra e da sua resposta a esse mesmo tratamento. O presente trabalho tem como principal objectivo caracterizar demograficamente os doentes de Parkinson da consulta de Neurologia do Hospital Pêro da Covilhã, através da consulta de processos clínicos, e avaliar a terapêutica utilizada e a evolução da doença. A análise estatística dos dados recolhidos foi realizada usando o programa SPSS. Foram identificados 91 doentes com diagnóstico clínico de DP acompanhados em consulta externa de Neurologia do Hospital Pêro da Covilhã e com diagnóstico de DP há pelo menos um ano, estabelecido por um neurologista. A idade média da amostra foi de 78±7anos, tendo-se observado predomínio do sexo masculino (62,7%). Verificou-se que existiam comorbilidades em 78 indivíduos e segundo a escala Webster a maioria dos indivíduos encontrava-se nos estádios leves com 3±2 anos da evolução da doença desde o diagnóstico clínico. A terapêutica mais utilizada pela amostra em estudo foi levodopa a uma dose média diária de 300 mg. Os resultados do estudo permitiram verificar que não existem relações estatisticamente significativas entre a terapêutica e o género, a idade, e as comorbilidades. Por outro lado, verificou-se que existe alteração de alguns sintomas motores com a terapêutica utilizada. Observou-se melhoria da rigidez quando se utilizou terapêutica complementar antiparkinsónica (p=0,042), do tremor quando se utilizou levodopa (p=0,007), a associação levodopa e terapêutica complementar antiparkinsónica (p=0,001) e a terapêutica complementar antiparkinsónica (p=0,005), e da bradicinésia quando se utilizou levodopa (p=0,046). Contudo a instabilidade postural não foi alterada por nenhuma terapêutica antiparkinsónica utilizada. Verificou-se que 19 pessoas da amostra abandonaram a terapêutica com levodopa, 37,0% devido a flutuações motoras, 7,4% devido a discinésias, 8,5% devido a sintomas gastrointestinais e 7,4% devido a alucinações. Os resultados parecem consistentes com estudos actuais descritos na literatura. Contudo verifica-se que alguns indivíduos usam doses terapêuticas abaixo das recomendadas e a maioria dos sintomas motores não se encontram controlados.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/953
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Final_MJ.pdf1,74 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.