Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/969
Título: Avaliação do grau de conhecimento de uma população de jovens universitários sobre a infecção pelo VPH, cancro do colo do útero e vacina contra o VPH
Autor: Maia, Rita Fabíola Pinto
Palavras-chave: Vírus do papiloma humano
Vírus do papiloma humano - Cancro do colo do útero
Vírus do papiloma humano - Vacina
Vírus do papiloma humano - Factores de risco
Vírus do papiloma humano - Jovens
Data de Defesa: Jun-2009
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Introdução: A infecção pelo Vírus do Papiloma Humano é uma das doenças sexualmente transmissíveis mais comuns nos adolescentes e jovens adultos com prevalências que podem atingir os 50%. É frequente em indivíduos sexualmente activos em particular nas idades entre os 16 e os 28 anos de idade. Diversos estudos revelam uma associação entre o VPH e o desenvolvimento de verrugas genitais, carcinoma do colo do útero e outras patologias anogenitais. Objectivo: Avaliar, através de um questionário estruturado, o grau de conhecimento de jovens universitários das áreas de “saúde” e “não saúde” sobre a infecção pelo VPH, cancro do colo do útero e vacina contra o VPH. Métodos: O questionário foi ministrado em contexto de sala de aula a alunos da Universidade da Beira Interior dos seguintes cursos do departamento de Ciências da Saúde: Ciências Biomédicas, Ciências Farmacêuticas e Medicina; e no departamento de Ciências Sociais e Humanas: Economia, Gestão, Marketing e Sociologia. Resultados: Um total de 638 estudantes universitários de ambos os sexos (442 mulheres e 196 homens) preencheu o questionário. Destes, 511 eram de Ciências da Saúde, dos quais 363 (56.9%) eram estudantes de medicina, 99 (15.5%) de Ciências Farmacêuticas, 49 (7.7%) frequentavam Ciências Biomédicas. No total, foram inquiridos 127 alunos de Ciências Sociais e Humanas, dos quais 34 de Economia (5.3%), 44 de Gestão (6.9%), 36 de Marketing (5.6%) e 13 de Sociologia (2%). Das treze questões colocadas, seis obtiveram cerca de 40% de respostas erradas. As restantes variaram entre 11.3% e 24.9% de respostas erradas. Os inquiridos foram divididos em grupos, de acordo com o género e área científica. O grupo das mulheres da área de saúde obteve maior percentagem de respostas certas em 9 das 13 questões. Nas restantes a mais elevada proporção de respostas correctas foi obtida pelo grupo dos homens da área de saúde. O grau mais elevado de desconhecimento verificou-se para o sexo masculino dos cursos não saúde. Discussão e Conclusão: Apesar da importância que a infecção pelo VPH e suas consequências assumem actualmente, uma elevada percentagem dos estudantes universitários (incluindo estudantes da área da saúde) desconhece estas questões. Este estudo obteve resultados consistentes com estudos anteriores realizados nos EUA em 2005 e 2007. Conclui-se que é importante fornecer mais informação e campanhas de educação para a saúde, junto não só dos jovens adultos universitários como também nos jovens com nível socioeconómico inferior. Em particular, dadas as suas responsabilidades profissionais presentes e futuras e as consequências conhecidas desta infecção, particular atenção deve ser focada na formação integrada dos profissionais de saúde.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/969
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Rita Fabíola Pinto Maia_ tese de mestrado.pdf1,25 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.