Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/976
Título: Programa piloto de rastreio do cancro colorectal : resultados preliminares no âmbito do rastreio implementado pela Sociedade Portuguesa de Endoscopia Digestiva
Autor: Oliveira, Ana Rita Fernandes
Palavras-chave: Cancro colorectal
Cancro colorectal - Rastreio - Custo efectividade
Colonoscopia
Fibrosigmoidoscopia
Data de Defesa: Mai-2009
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Introdução: O CCR é um problema a nível mundial apresentando uma incidência de aproximadamente 1 milhão de casos e uma mortalidade anual superior a 500 000. Em Portugal a sua mortalidade tem vindo a aumentar de forma consecutiva e o CCR é responsável por 14,6% do total da mortalidade oncológica. Uma vez que o CCR cumpre os critérios estabelecidos pela União Internacional contra o Cancro, para a implementação de um programa de rastreio, e as entidades governamentais não estão alertadas para esta problemática, a SPED resolveu implementar um programa piloto de rastreio em 8 centros endoscópicos. Este trabalho visa efectuar uma análise crítica dos dados referentes aos exames de rastreio efectuados num desses centros. Materiais e Métodos: Foi efectuado um estudo retrospectivo documental, com base na análise dos pedidos de exame e respectivos relatórios, efectuados na Unidade de Endoscopia do HAL, no período compreendido entre Maio de 2007 e 10 de Outubro de 2008, no âmbito do programa piloto de rastreio do CCR. Resultados: O programa de rastreio analisado apresentou uma taxa de adesão de 76, 84%. A amostra, constituída por 146 indivíduos, dos quais 60,27% eram do sexo feminino, apresentava uma média de idades de 61+ 6 anos. Para além disso, 67,92% dos indivíduos apresentavam um IMC acima do normal. A preparação foi adequada à boa execução do exame em 67,12%. Em 80,10% dos casos foi possível completar o exame. No total dos exames efectuados, foram detectados 46 pólipos, 69,59 % dos quais, em indivíduos do sexo masculino. Desses 46, 25 eram adenomas que se localizavam, em 72% dos casos, no recto e no cólon sigmóide. Foram detectados também 2 cancros no recto. Discussão: É consensual do ponto de vista científico que a população com mais de 50 anos e de risco padrão deve ser submetida ao rastreio do CCR. Apesar dos diversos testes de rastreio variarem em termos do grau de suporte cientifico, potencial eficácia para a diminuição da incidência e da mortalidade, custo-efectividade e aceitação, qualquer uma destas opções, desde que aplicada de forma sistemática, tem o potencial de reduzir de forma significativa o número de mortes associadas ao CCR Embora a taxa de adesão obtida, tenha sido de 76,82%, este valor está provavelmente sobrestimado, dado que ele não tem em conta os doentes que terão sido solicitados a participar no rastreio e que terão rejeitado a proposta. O facto da amostra apresentar uma percentagem significativa de indivíduos com IMC acima do normal é importante, dado que a obesidade aumenta o risco de CCR em cerca de 20%. Quanto às lesões encontradas, embora a maioria se encontrasse ao alcance do exame, 16% localizavam-se no cólon proximal e dessas, metade não apresentava lesão síncrona distal. Estes dados, estão de acordo com dados que afirmam que se a colonoscopia fosse efectuada apenas em doentes com pólipos no cólon distal, metade dos doentes com lesão de risco no cólon proximal não seriam detectados. Conclusão: A baixa adesão ao rastreio por parte dos médicos de família e da população em geral afigura-se como uma das principais barreiras à sua implementação. Será também importante a reavaliação do tipo de preparação e exame utilizados, uma vez que, a longo prazo, a colonoscopia poderá permitir não só a poupança de recursos como a detecção de uma maior número de lesões.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/976
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Programa Piloto de Rastreio do CCR.pdf534,51 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.