Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/998
Título: Asma brônquica : avaliação do impacto da criação de uma webpage nos conhecimentos de doentes e médicos acerca da asma brônquica
Autor: Pinto, José Pedro Felgar
Palavras-chave: Asma
Asma brônquica
Asma brônquica - Informação - Webpage
Asma brônquica - Técnica de inalação
Asma brônquica - Doente - Auto-controlo
Data de Defesa: Jun-2009
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: O controlo da asma brônquica, apesar da sua prevalência e dos tratamentos disponíveis, continua a ser sub-óptimo. Para melhorar o controlo, doentes e médicos devem conhecer melhor esta patologia, formas de prevenção e tratamento. Num esforço de informar ambas as partes intervenientes criou-se a “webpage” www.asma.com.pt, com apresentações Flash® sobre asma, incluindo fotografias da técnica inalatória de 5 dos principais inaladores. Para avaliar o impacto da “webpage” nos conhecimentos sobre asma e na técnica inalatória, aplicaram-se questionários específicos a doentes e clínicos, antes e após a consulta da “webpage”. Estabeleceram-se dois grupos de doentes (Grupo 1: n=4; Grupo 2: n=4), o primeiro com acesso à “webpage”. Um questionário foi aplicado a 6 clínicos do Centro de Saúde do Fundão seguido pela apresentação da “webpage”. A progressão dos conhecimentos nos doentes e médicos foi reavaliada após três e duas semanas respectivamente, utilizando os mesmos questionários. A pontuação do Grupo 1 na segunda avaliação foi estatisticamente superior à do Grupo 2: 8,5 pontos vs 2 pontos; (p < 0,001). Quanto à técnica inalatória, tanto o Grupo 1 como o Grupo 2 registaram melhorias, no entanto sem diferenças significativas entre ambos. Sobre os médicos, apenas 3 consultaram a “webpage”, sendo estes os que mais progrediram na segunda avaliação: +6 pontos vs -5 pontos; (p = 0,014). Os resultados fortemente sugerem que o endereço www.asma.com.pt permite a aquisição de conhecimentos sobre asma brônquica em doentes e médicos, o que poderá eventualmente traduzir-se em melhorias clínicas no futuro. Já em relação à técnica inalatória a diferença não é tão clara, possivelmente por aspectos da própria “webpage”, como também pela necessidade que todos os doentes sentiram em rever a técnica inalatória. No futuro será necessário realizar um estudo com uma amostra maior e com critérios de avaliação e impacto clínico mais específicos. A utilização de fotografias da técnica inalatória deverá ser substituída por vídeos.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/998
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Asma avaliação de webpage.pdf2,25 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.