Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/4606
Título: O milagroso poder de começar. Hannah Arendt leitora de Santo Agostinho
Autor: Rosa, José Maria Silva
Palavras-chave: Hannah Arendt
Santo Agostinho
Vontade
Liberdade
Perdão
Natalidade
Data: Dez-2006
Editora: Fundação Engenheiro António José de Almeida
Citação: ROSA, José Maria Silva, «O milagroso poder de começar. Hannah Arendt leitora de Santo Agostinho» In: MEDIÆVALIA, Textos e estudos, 25 (2006), pp. 105-129.
Resumo: «E esforçava-me por compreender o que ouvia: que o livre arbítrio da vontade é a causa de praticarmos o mal ("liberum uoluntatis arbitrium causam esse, ut male faceremus"), …, mas não conseguia compreender essa causa com clareza. E assim, tentando arrancar do abismo o olhar do meu espírito, afundava-me de novo, e muitas vezes tentava e me afundava uma e outra vez. Na verdade, elevava-me para a tua luz o facto tanto de saber que tinha uma vontade como o de saber que vivia. (…) Mas de novo dizia: (…) ‘Donde me vem então o querer o mal e o não querer o bem?’ ("unde igitur mihi male uelle et bene nolle?").» (Agostinho de Hipona, Confissões, VII, iii, 5).
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/4606
ISSN: 2183-6884
Versão do Editor: http://ojs.letras.up.pt/index.php/mediaevalia/issue/view/248/showToc
Aparece nas colecções:FAL - DCA | Documentos por Auto-Depósito

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2006 - Do Milagroso poder de começar. Hannah Arendt, leitora de Santo Agostinho.pdf357,41 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.