Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/5008
Título: Auto-anticorpos antitiroideus e risco de aborto espontâneo recorrente
Autor: Cunha, Ângela Maria Dias
Orientador: Lemos, Manuel Carlos Loureiro
Palavras-chave: Aborto Espontâneo
Auto-Anticorpos Antitiroideus
Auto-Imunidade Tiroideia
Gravidez
Tiróide
Data de Defesa: 20-Jun-2014
Resumo: Introdução: O aborto espontâneo recorrente, que afecta 1-5% de todas as gestações, é uma situação multifactorial e heterogénea sendo possível identificar a sua causa em apenas 25-50% dos casos. Dada a envergadura tanto a nível pessoal como social desta patologia, várias investigações têm sido realizadas para se encontrarem novas etiologias. A glândula tiróide intervém em diversos mecanismos fisiopatológicos do ser humano. A presença de auto-anticorpos antitiroideus é prevalente em mulheres eutiroideias em idade fértil e tem sido associada a complicações na gestação, nomeadamente ao risco aumentado de aborto espontâneo. A importância do esclarecimento desta associação reside na possibilidade de incluir no estudo de grávidas com história de aborto recorrente a pesquisa de auto-anticorpos antitiroideus e averiguar a necessidade da instituição de tratamento profiláctico nas grávidas cuja pesquisa se revele positiva. Metodologias: Revisão sistemática de literatura científica relevante publicada até à data, incluindo estudos epidemiológicos relativos ao tema, artigos de investigação e meta-análises, com recurso à base de dados da PubMed e outras áreas de pesquisa. Resultados: Foram incluídos 32 estudos originais, envolvendo um total de 13 993 participantes e 2 meta-análises. Apesar dos resultados e parâmetros analisados não serem consistentemente os mesmos nos diversos estudos, a maioria dos estudos analisados estabelece uma associação estatisticamente significativa entre a presença de auto-anticorpos antitiroideus e o risco de aborto espontâneo. Discussão e Conclusões: Com base nos resultados obtidos, pode concluir-se que a presença de auto-anticorpos antitiroideus em mulheres eutiroideias aumenta o risco de ocorrência de aborto espontâneo. Contudo, a fisiopatologia ainda permanece por esclarecer e são necessárias pesquisas futuras, mais robustas e que minimizem os factores de enviesamento, para clarificar esta importante questão. Além disso, são necessários mais estudos para definir a importância do rastreio de mulheres com história de aborto recorrente e do tratamento com levotiroxina nas grávidas com pesquisa de auto-anticorpos antitiroideus positiva.
Introduction: Recurrent miscarriage, which affects 1-5% of all pregnancies, is a multifactorial and heterogeneous situation and its cause is identified in only 25-50% of cases. Given the scale on both personal and social level of this pathology, several investigations have been undertaken to find new etiologies. The thyroid gland is involved in several pathophysiological mechanisms in humans. The presence of antithyroid autoantibodies is prevalent in euthyroid women of childbearing age and has been linked to pregnancy complications, including an increased risk of miscarriage. The importance of clarifying this association lies on the possibility of screening antithyroid autoantibodies during the study of pregnant women with a history of recurrent miscarriage, and of instituting prophylactic treatment in pregnant women whose screening proves to be positive. Methodology: Systematic review of relevant published scientific literature, including epidemiological studies of the subject, research articles and meta-analysis, using the PubMed database and other research areas. Results: A total of 32 original studies, involving a total of 13 993 participants, and 2 meta-analysis were included. Although the results and analyzed parameters were not consistently the same in several studies, most studies analyzed established a statistically significant association between the presence of antithyroid autoantibodies and the risk of miscarriage. Discussion and Conclusions: Based on these results, it can be concluded that the presence of antithyroid autoantibodies in euthyroid women increases the risk of miscarriage. However, the pathophysiology remains unclear and to clarify this issue more solid and unbiased research is required. Furthermore, more studies are needed to define the importance of screening women with a history of recurrent miscarriage and treatment with levothyroxine in pregnant women with positive antithyroid autoantibodies.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/5008
Designação: Mestrado Integrado em Medicina
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
3259_6633.pdf889,17 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.